Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opini√Ķes
O Karaté na Jamba - Gerson Prata
O Karat√© era uma das modalidades desportivas que mais atra√≠a os jovens em muitas das localidades do que se denominou por muito tempo ‚Äúas Terras Livres de Angola‚ÄĚ e sob controlo da UNITA at√© 1992.
********************
O banquete do insulto ao povo - Mariano Br√°s
Manda-me a honestidade intelectual come√ßar este editorial com a defini√ß√£o de "paz", obedecendo ao dicion√°rio. A origem etimol√≥gica √© "pax", do latim, que √© definida, geralmente, como um estado de calma ou tranquilidade, uma aus√™ncia de perturba√ß√Ķes e agita√ß√£o.
********************
‚ÄúJos√© Eduardo evitou o pior‚ÄĚ - Lu√≠s Kiambata
Lu√≠s Neto Kiambata, nacionalista, defende reconcilia√ß√£o com inclus√£o, respeito e valoriza√ß√£o de todos que estiveram envolvidos, da base ao topo, para que em 2002 Angola constru√≠sse uma nova historia. Neste quesito, diferencia Jos√© Eduardo dos Santos, ex-Presidente da Rep√ļblica.
********************
A UNITA e Adalberto Costa J√ļnior ca√≠ram em duas armadilhas - Ana Maria Sim√Ķes
Adalberto Costa J√ļnior e a UNITA ou a UNITA e Adalberto Costa J√ļnior ca√≠ram em duas armadilhas, uma mais previs√≠vel do que a outra. De uma e de outra, para sa√≠rem, vai demorar algum tempo e com s√©rios custos pol√≠ticos.
********************
Entrevistas
"A situação política actual do país inspira muitos cuidados" - General Lukamba Gato
O general Lukamba Paulo ‚ÄúGato‚ÄĚ foi, na qualidade de secret√°rio-geral da UNITA, a figura mais alta na hierarquia do partido, em 2002, ap√≥s a morte do vice-presidente, Ant√≥nio Dembo, e do l√≠der, Jonas Savimbi. Como coordenador da ent√£o Comiss√£o de Gest√£o, dirigiu, pela UNITA, as negocia√ß√Ķes para a Paz no pa√≠s. Dezanove anos depois, Gato considera que ‚Äúo dia 4 de Abril de 2002 devia ter sido melhor aproveitado, para que o pa√≠s marcasse uma verdadeira viragem, que definisse, sem equ√≠vocos, um per√≠odo hist√≥rico antes e um depois‚ÄĚ. Relativamente √† reconcilia√ß√£o nacional, o agora deputado afirma que ‚ÄúAngola ainda tem uma longa caminhada a fazer‚ÄĚ.
********************
 ‚ÄúA CASA-CE quase desapareceu do debate pol√≠tico‚ÄĚ-Manuel Fernandes
Segundo publicou-o Club-K na sua edi√ß√£o desta Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2021, o deputado Manuel Fernandes entra para a hist√≥ria da CASA-CE como o terceiro presidente da coliga√ß√£o, depois de Abel Chivukuvuku e Andr√© Mendes de Carvalho. Em entrevista ao Jornal de Angola, o pol√≠tico enquadra a sua indica√ß√£o, por quatro dos seis partidos da coliga√ß√£o, com a necessidade de mudan√ßa na lideran√ßa, para propiciar ‚Äúnovos m√©todos de trabalho e uma maior din√Ęmica na organiza√ß√£o‚ÄĚ.
********************
√Č hora de salvar a Cultural ‚Äď √Ālvaro Macieira
O artista pl√°stico angolano √Ālvaro Macieira alertou ao Executivo para a necessidade da aplica√ß√£o de medidas de apoio √† classe art√≠stica, durante o contexto de pandemia, a fim de prevenir novos desempregos e salvar os fazedores de cultura.
********************
"Em Angola, o pr√≥prio chefe de Governo incentiva a corrup√ß√£o": Adalberto da Costa J√ļnior
Eleito presidente da UNITA em Novembro de 2019, Adalberto Costa J√ļnior teve tudo menos um primeiro ano normal como l√≠der da oposi√ß√£o em Angola, devido √†s consequ√™ncias da pandemia de covid-19, que permitiu ao Governo adiar mais uma vez a cria√ß√£o das autarquias. Num ano de muita contesta√ß√£o p√ļblica da ac√ß√£o do Presidente Jo√£o Louren√ßo, os protestos s√£o, para Adalberto Costa J√ļnior, um sinal da crise que faz com ‚Äúhaja fome em Luanda‚ÄĚ, algo que se sentia no resto do pa√≠s, mas n√£o na capital, diz.
********************
Clique aqui -->
CONTRIBUIÇÕES  E  DOAÇÕES
***

Angola é um País independente constituído em Estado de Direito e Democrático, mas os Angolanos continuam escravos de um regime político que faz das potencialidades económicas do País a base de sustentação da sua sobrevivência, vedando as possibilidades de acesso a todos os meios do Estado permitidos por lei para o exercício da oposição.

Esta atitude nefasta do regime pode pôr em causa a democracia e o retorno do País ao estado partidarizado.

A luta pela sobrevivência da liberdade e da democracia em Angola é um dever de cidadania no qual todo o Angolano patriota deve se rever e participar.

Os Estatutos da UNITA abrem assim a possibilidade de todos participarem deste exercício de cidadania, através de contribuições e doações. Estas contribuições e doações estão abertas a fundações, empresas, associações e a pessoas em nome individual que podem fazê-las chegar
ao Partido pelos seguintes meios:

1- Núcleos de Base
2- Comités Locais, Comunais, Municipais ou Provinciais do Partido;
3- Secretariado Nacional de Gestão de Quotas do Partido;
4- Cobradores individuais devidamente credenciados para o efeito;
5- Depósito bancário numa das seguintes Contas de Quotas do Partido:


BFA
1284094630001-KZ 1284094631001-USD - UNITA PARTIDO POLITICO

BCI
6019530/10/001-KZ 6019530/15/001-USD - UNITA-UNIÃO NACIONAL
PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA

BPC
0001-339825-011-KZ 0001-339825-005-USD - UNITA QUOTAS

Informações adicionais:

Telefones: 923519913 - Secretária Nacional de Gestão de Quotas
923404174 - Director Nacional de Gestão de Quotas
Emails: sofiapkm@gmail.com
kassapi@hotmail.com

Endereço:
Secretariado Nacional de Gestão de Quotas / Secretariado Geral do Partido
Bairro São Paulo - Rua Comandante Bula 71-73

A UNITA agradece desde já.

VAMOS CONSTRUIR PARA UMA ANGOLA PARA TODOS JUNTOS PODEMOS MUDAR

O SECRETARIADO NACIONAL DE GESTÃO DE QUOTAS
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Quarta-feira, 14 de Abril de 2021