Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Acordos
Data Ocasião Autor
20/11/1994 Protocolo de Lusaka UNITA, MPLA
04/04/2002 Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka UNITA, MPLA
Todas notícias
Opiniões
General Gato recorda almoço em que ele e Chilingutila suspeitavam ter sido envenenados
Na sequência da assinatura dos Acordos de Paz de Bicesse, aos 31 de Maio de 1991, foi criado um órgão reitor do processo de Paz com a designação de Comissão Conjunta Político-Militar, CCPM presidida paritariamente pelos senhores Elias Salupeto Pena e França Ndalu.
********************
Balanço de um encontro do 27 de Maio - José Reis
Segundo divulgou o Club-k na sua edição desta terça-feiro,19 de Janeiro de 2021, que no passado dia 8 de Janeiro, teve lugar a 11ª reunião da Comissão para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos (CIVICOP).
********************
A morte de Savimbi e o plano de implosão da UNITA - Assis Capamba
Morreu em combate Jonas Savimbi, Presidente da UNITA. Foi assim que recebi a notícia da morte de um dos maiores políticos do meu País, pela voz do jornalista Alves Fernandes da RTP África no Telejornal de uma tarde de Sábado, 22 de Fevereiro de 2002.
********************
O Show do Bonga na Jamba - Gerson Prata
Em datas festivas memoráveis ligadas à UNITA, à União Africana ou OUA, datas de valor e âmbito internacional, datas Pan-Africanas e Mundiais, geralmente, a Jamba recebia em visita, várias personalidades africanas e do mundo ocidental e não só, convidados pela Direcção.
********************
Entrevistas
É hora de salvar a Cultural – Álvaro Macieira
O artista plástico angolano Álvaro Macieira alertou ao Executivo para a necessidade da aplicação de medidas de apoio à classe artística, durante o contexto de pandemia, a fim de prevenir novos desempregos e salvar os fazedores de cultura.
********************
"Em Angola, o próprio chefe de Governo incentiva a corrupção": Adalberto da Costa Júnior
Eleito presidente da UNITA em Novembro de 2019, Adalberto Costa Júnior teve tudo menos um primeiro ano normal como líder da oposição em Angola, devido às consequências da pandemia de covid-19, que permitiu ao Governo adiar mais uma vez a criação das autarquias. Num ano de muita contestação pública da acção do Presidente João Lourenço, os protestos são, para Adalberto Costa Júnior, um sinal da crise que faz com “haja fome em Luanda”, algo que se sentia no resto do país, mas não na capital, diz.
********************
Grande entrevista ao Jornal Vida Económica
Presidente da UNITA defende criação de autarquias e alternância no poder “Angola continua a ter um governo marxista-leninista” “A UNITA é o partido da alternância democrática e pretende fazer a mudança após um longo ciclo de poder do MPLA em Angola nos últimos 45 anos - considera Adalberto Costa Júnior. Em entrevista à “Vida Económica”, o presidente da UNITA defende uma evolução pacífica para dar resposta às aspirações dos angolanos, com um poder menos concentrado e a criação de autarquias locais livremente eleitas.
********************
Segunda parte da entrevista do Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, ao Novo Jornal
“O Pais que temos hoje não é o sonho dos nacionalistas. de ontem, e não tenho dificuldades de ir buscar Agostinho Neto” – Adalberto Costa Júnior.
********************
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021