Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Estatutos
Data Ocasião Fonte
16/12/2020 Estatutos da UNITA, revistos e aprovados pelo XIII Congresso Ordinário
30/11/2017 Estatutos da UNITA, revistos e aprovados pelo XII Congresso Ordinário
20/07/2013 Adoptado durante o XI Congresso ordinario e anula o anteriore Unitaangola
13/09/2004 Adoptado durante o X Congresso ordinario e anula o anteriore Secretariado para a informação (UNITA)
Todas notícias
Opiniões
Kamalata Numa alerta que UNITA não aceitará anulação do XIII congresso e descarta possibilidade de regresso de Samakuva à presidência
O actual secretário dos Antigos Combatentes e Veterano da Pátria da UNITA, Abílio Kamalata Numa, alertou em entrevista ao Correio da Kianda, que a UNITA não vai aceitar anulação do “XIII congresso repetido” que elegeu Adalberto Costa Júnior como presidente, por decisão e capricho do Tribunal Constitucional. O actual “testa de ferro” de ACJ descarta a possibilidade do ex-presidente do Galo Negro Isaías Samakuva regressar à presidência do partido.
********************
Uma nova UNITA? - Emerson Sousa
O presidente da UNITA Adalberto Costa Jr. tomou posse e já deixou o seu ADN na nossa arena política: a profundidade do combate político. Desde a sua eleição em 2019, que temos vindo a assistir a um combate sem precedentes e que tem instigado agitação no espaço político angolano. O presidente Adalberto Costa Jr. trouxe uma dinâmica de comunicação ampla com a sociedade civil organizada e contestatária, grupos sindicalistas e de pressão.
********************
Doar a guerra na patetice da raça - Abílio Kamalata Numa
Antes da guerra eclodir quase apostei com meus filhos que a Rússia não invadiria o país dos cossacos. Quase apostei na esperança de que Putin conhecia bem seus vizinhos que são famosos por sua coragem, bravura, força e capacidades militares que foram decisivas na luta contra Napoleão Bonaparte e os exércitos alemães durante a II Guerra Mundial. Quase apostei na esperança de que Putin não compraria uma guerra de longa duração contra a Ucrânia que deixará a Rússia mais atrasada em relação aos EUA, China e Europa.
********************
Antigo Primeiro Ministro lança congresso denominado “pensar Angola”
Os governadores provinciais e demais responsáveis de cargos públicos têm medo de tomar decisões no exercício das suas funções, devido a excessiva dependência ao presidente da República, disse o antigo Primeiro-ministro de Angola, Marcolino Moko, fala recentemente em Luanda durante uma conferência de imprensa do lançamento do denominado Congresso “Pensar Angola”, que pretende congregar diferentes sensibilidades políticas e sociais, em torno de uma reflexão profunda sobre o país.
********************
Entrevistas
Jonas Savimbi é hoje uma referência incontornável na vida política e social de Angola, afirma Rafael Massanga
Por ocasião do 20.º aniversário da morte de Jonas Savimbi, morto em combate aos 22 de Fevereiro de 2002, aos 67 anos, na localidade de Lucusse, província do Moxico, o Correio da Kianda, entrevistou, esta terça-feira, 22, Rafael Massanga Sakaita Savimbi, filho do líder fundador do Galo Negro, que falou sobre memória de Jonas Savimbi como pai e político.
********************
MPLA vai aceitar se perder as eleições e garante interesse na vinda de observadores internacionais
O Secretário do Bureau Político para Informação e Propaganda do MPLA, Rui Falcão, disse nesta terça-feira, 15 de fevereiro que, o seu partido vai aceitar a decisão dos eleitores, caso venha perder as eleições de Agosto próximo.
********************
“O MPLA não tem condições para ganhar as eleições, dada a saturação popular e os erros de governação”
Lisboa - A nossa entrevistada justifica a sua afirmação, argumentando que um Estado que depende de um aparelho de Segurança vasto, com fins partidários, controlado pela Presidência (da República), e com recursos para poder “controlar” qualquer situação que ponha em risco a Segurança Nacional, não irá deixar que a população se manifeste em prol de melhores condições de vida ou por eleições livres.
********************
General Dembo explicando sobre enraizamento da UNITA no Norte do País ao Terra Angolana"
O comentarista José Gama, partilhou recentemente na sua página do facebook, uma entrevista do Vice-Presidente da UNITA António Dembo, que concedeu ao Jornal Terra Angolano em Fevereiro de 1996, com Jornalista Félix Miranda, sobre: a enraizamento da UNITA no Norte do País é conhecido por todos os angolanos. Mas ainda, assim, a propaganda do governo persiste em negá-lo. Pedimos ao Vice-Presidente um comentário.
********************
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Sexta-feira, 20 de Maio de 2022