UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Caála pode ficar sem vacinação Antirrábica
Huambo Ca√°la sem Vacina para os C√Ķes.jpg
Os 18 t√©cnicos que participaram nas √ļltimas campanhas de vacina√ß√£o, em 2015 e 2016, at√© ao momento n√£o foram pagos os seus subs√≠dios, situa√ß√£o que inibe os mesmos a poderem voltar a participar, informou, sexta-feira, em declara√ß√Ķes √† ANGOP, a respons√°vel da zona pecu√°ria da regi√£o sul da prov√≠ncia, Filomena da Silva.

A falta de transporte e logística pode inviabilizar a realização, este ano, da campanha de vacinação contra a raiva no município da Caála, na província do Huambo.

Segundo a Filomena da Silva, a extensão do município obriga que se tenham meios de locomoção, para que os vacinadores possam atingir todas as localidades, de modo que nenhum animal de estimação fique sem a vacina antirrábica.

Além desta preocupação, que pode vir a ser solucionada pela administração do município, Filomena da Silva apontou a falta de recursos financeiros para o pagamento dos vacinadores e garantir alimentação para os mesmos.

Caso sejam ultrapassadas estas limita√ß√Ķes, prev√™-se vacinar 10 mil animais de estima√ß√£o, entre c√£es, gatos e macacos, principais transmissores da doen√ßa da raiva aos humanos. H√° dois anos que n√£o √© realizada qualquer campanha de vacina√ß√£o
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opini√Ķes
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019