UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Estadista Português exorta luta pelos Ideais de Neto
Marcelo Rebelo de Sousa Presidente Português (1) em Visita a Angola.jpg
O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, exortou nesta quarta-feira, em Luanda, os angolanos a lutar pelos ideais de Agostinho Neto que defendem a liberdade, emancipação e o desenvolvimento.

Marcelo de Sousa falava à imprensa depois de ter visitado o memorial onde repousam os restos mortais do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

Todos os dias (os angolanos) têm de lutar pela “sagrada esperança”, que se constrói dia após dia, declarou o estadista.

No livro de honra, o 20º Presidente da República Portuguesa escreveu que a sua visita é uma homenagem “à memória do pensador, poeta, pedagogo e ao homem que via para além do seu tempo”.

Disse tratar-se de um memorial vivo, virado para o presente e para o futuro, que retrata a obra, pensamento e a luta de Agostinho Neto.

Localizado na nova marginal de Luanda, o monumento foi erguido para homenagear o primeiro Presidente de Angola, com o objectivo de perpetuar a sua memória, como líder da luta armada de libertação, estadista, homem de cultura e humanista.

A estrutura do memorial foi inspirada no poema de Agostinho Neto “O caminho das estrelas”, tem uma torre de 120 metros de altura; mausoléu, com sarcófago com os restos mortais de Agostinho Neto; museu, galerias das profissões, exposições fotográficas e uma praça para desfiles.

Foi António Agostinho Neto que a 11 de Novembro de 1975 proclamou a Independência de Angola, de Portugal.

No discurso de proclamação da Independência Nacional, Agostinho Neto afirmou que Angola trataria com especial atenção as relações com Portugal e, porque desejava que elas fossem duradoiras, estabelecidas numa base nova despida de qualquer vestígio colonial.

Defendia também que o contencioso de então com Portugal fosse tratado com serenidade para que não envenenasse as relações futuras.

António Agostinho Neto nasceu a 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Kaxikane, Icolo e Bengo, em Luanda, e morreu a 10 de Setembro de 1979, em Moscovo, Rússia.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 25 de Abril de 2019