UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Teste de VIH com resultados Duvidosos
Teste de Sida (2).jpg
O produto em causa não faz parte do código autorizado e a sua impotência foi constatada depois de detectados testes com resultados duvidosos, revelou, a directora do Instituto Nacional de Luta Contra a Sida, Maria Lúcia Furtado em entrevista publicada na edição desta terça-feira do Jornal de Angola.

Segundo ela, para detectar o VIH, são feitos dois testes, um para rastreio e outro para confirmação, e os únicos testes aprovados para fazer o diagnostico no País são “Determine” e o “Unigold”.

“Os testes davam falso positivo, ou seja, indeterminados. Dos dois testes que eram feitos um dava positivo e outro negativo”, frisou.

Portanto, Maria Lúcia Furtado disse que este erro foi corrigido, a empresa envolvida está a repor outro material e os testes feitos serão repetidos com o produto que faz parte do código do Ministério.

Por sua vez , a Inspecção Geral de Saúde proibiu o uso do reagente “Aria” na testagem do VIH, após a constatação de testes com resultados duvidosos.

De acordo com, Maria Lúcia Furtado, o nível de contágio de VIH em Angola é estimado em 310 mil pessoas vivendo com a doença, das quais 190 mil são mulheres, muitas delas em estado de gestação.

A responsável ressaltou que no país cerca de 70 por cento das pessoas infectadas só se dirigem às unidades hospitalares quando estão com sinais e sintomas muito evidentes da doença, o que revela falta de cultura de fazer o teste com antecedência.

A directora adiantou que a taxa de abandono da medicação é de 54 por cento e o número de óbitos, em 2017, rondou os 13 mil óbitos, de acordo com os últimos dados da ONU Sida.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 25 de Abril de 2019