UNITAANGOLA
Fonte : KUP
UNITA agradece contribuições às exéquias do seu líder Fundador
Dr-Savimbi (2).gif
O Presidente da UNITA agradeceu em conferência de imprensa, as manifestações de solidariedade dos angolanos e não só aquando das exéquias do Dr. Jonas Malheiro Savimbi.

“Centenas de milhares de angolanos, e também estrangeiros, juntaram-se em todas as capitais municipais e provinciais ou foram até à Lopitanga para transmitirem com a sua presença o último adeus àquele que em vida foi um dos fundadores da nacionalidade angolana, em 1975, e da República de Angola com seu Estado Democrático de Direito, em 1991”, disse Isaías Samakuva, que sublinhou as mensagens de solidariedade e milhares de angolanos que participaram no velório realizado nos locais onde o cortejo fúnebre passou, sobretudo no Luena, Kuito/Bié, Huambo, Bailundo, Kalussinga e Andulo.

O líder da UNITA, agradeceu, ainda aos milhares de cidadãos que contribuíram financeiramente com a soma total de Kz. 83.554.565.00, para as exéquias do histórico líder do Partido.

“Foi uma valiosa contribuição que ultrapassou em muito as nossas expectativas. Ajudou bastante nas despesas do processo das exéquias, cujo custo rondou Kz. 490.751.650.00. A nossa previsão inicial era de kz. 500.000.000.00 mas tivemos que nos contentar com o que conseguimos”, apontou o político que estendeu os agradecimentos às entidades estrangeiras vindas da África do Sul, de Portugal, da Espanha, dos Estados Unidos da América, da Zâmbia, da Namíbia e do Zimbabwe.

Segundo Isaías Samakuva, a decisão tomada pelo senhor Presidente da República de permitir a exumação e a inumação do Dr. Jonas Malheiro Savimbi foi digna de registo, especialmente por se tratar de um adversário político cujo papel histórico na construção da Pátria muitos procuram apagar e deturpar, assim como o fizeram com outros nacionalistas do seu próprio Partido.

“Esta decisão do Chefe de Estado entregar os restos mortais do Dr. Jonas Malheiro Savimbi para ser sepultado com dignidade foi sensata, pois, apesar de rivalidades e passivos que ele próprio, ainda em vida, assumiu enquanto dirigente máximo do partido, o que estava em causa era honrar com humanidade e dignidade a inumação de um dos fundadores da Pátria”, continuou, sugerindo que quanto mais cedo os angolanos conseguirem pôr de lado os seus preconceitos ou querelas pessoais ou de grupos e aceitarem este facto histórico, mais cedo celebraremos os frutos da justiça, do perdão mútuo e da reconciliação nacional.

O líder da UNITA agradeceu de igual forma a imprensa falada, escrita e televisiva, “pelo papel que desempenharam na divulgação das actividades realizadas na Lopitanga”.

Depois da inumação dos restos mortais do Dr Jonas Savimbi, o Partido, segundo afirmou Isaías Samakuva, vai continuar a preparar o seu aparelho para as eleições autárquicas e para a realização do seu XIII Congresso a convocar ainda este mês, numa próxima reunião do Comité Permanente.

Partilhar isto:

www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Terça-feira, 20 de Agosto de 2019