UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Crise Económica e social resulta da falta de Instituições Fiscalizadoras
Presidente da UNITA Adalberto-Júnior (3).jpg
Adalberto Costa Júnior, Líder da UNITA afirmou esta semana, em entrevista a Agência Lusa, que o país tem falta de instituições fiscalizadoras das acções governamentais, provocando a crise económico-social em todos os sectores da vida nacional.

“Não há um direccionar ao desenvolvimento das potencialidades de cada local, e a criação de um desenvolvimento consequente, assumido. Então o que se passa hoje? O que se passa é que vivemos o boom e seguimos o boom, ganhávamos muito e gastávamos muito. Não havia gestão. Quando chegou o tempo de poupança e de inexistência, não havia reservas. E, portanto, este é o grande problema que Angola tem hoje”, recordou.

O político disse que chegou-se a este extremo por falta de instituições de controlo governativo.

“Nós não temos instituições “Check and Balance” no nosso país, que são aquelas que controlam, e garantem a democracia”, assegurou Adalberto Costa, que apontou o Tribunal Constitucional, a Comissão Nacional Eleitoral, a ERCA, como instituições de controlo da acção governativa.

“Todas estas têm uma maioria de representantes de carácter partidário, têm vínculos muito íntimos aos interesses partidários, recebem ordens dos núcleos partidários, com uma maioria absoluta sempre garantida de decisões favoráveis ao MPLA. E, elas anulam-se”, revelou o Presidente da UNITA.

Para Adalberto Costa Júnior, “A democracia diz que se deve respeitar as maiorias e as minorias. Elas têm que estar devidamente respeitadas na sua acção. Desta forma está tudo anulado. É a vontade do rolo compressor das decisões das maiorias. Estamos anulados a este nível. É preciso fazer reformas políticas profundas”.

O responsável da UNITA apontou para a falta de transparência e imparcialidade das instituições angolanas como sendo “Um vício que nós continuamos a ter: a inexistência de acção dos órgãos de soberania. Porque, o executivo sobrepõe-se a todos eles, e portanto, tal como o Check and Balance não funciona, também os órgãos de soberania estão impedidos de exercício das suas funções”.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019