UNITAANGOLA
Fonte : Unitaangola
UNITA Exige Anulação Da Indicação Do Presidente Da CNE
Adalberto OGE18.jpg
O Líder da UNITA contestou esta quinta-feira, 16 de Janeiro de 2020, a indicação pelo Tribunal Supremo do jurista Manuel Pereira da Silva “Manico”, como novo Presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Discursando diante dos militantes, amigos e membros do maior Partido angolano na oposição e corpo diplomático, o Presidente da UNITA disse que o novo Presidente da CNE era uma pessoa que não reunia as condições para o cargo.

“O que leva as instituições a nomearem para Presidente da Comissão Nacional Eleitoral um cidadão contestado e em volto em polémicas para uma tão grande, distinta e sensível organização?”, questionou Adalberto Costa Júnior, para quem a indicação da pessoas em causa “é um péssimo indício perante os desafios de credibilidade e transparência dos processos eleitorais”.

De acordo com o dirigente da UNITA, “o interesse público foi sufocado pelos interesses privados e de grupo, obrigando à uma anulação do concurso, em respeito ao estado de direito que todos pretendemos edificar”.

Falando a jornalistas à margem dos cumprimentos, Adalberto Costa Júnior reiterou que o seu Partido vai intensificar o diálogo com as outras forças políticas para que se efectue a anulação da indicação do recém-nomeado Presidente da CNE.

“Tudo isto agora vai nos obrigar a intensificar o diálogo com as outras forças políticas, e podermos encontrar aquilo que melhor serve ao país. Mas é muito mal que as instituições repitam os mesmos erros do passado. É uma personagem bastante contestado, uma personagem que de certeza absoluta se pretendemos a edificação de um estado democrático e de direito não seria escolhida”.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020