UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Chinês internado com suspeita de COVID-19 morre em Benguela
Chines.png
O cidadão chinês que se encontrava internado no hospital geral de Benguela com suspeita de COVID-19 morreu a madrugada de quinta-feira 18 de Março de 2020.

Informaram fontes hospitalares que falam de causa natural e não por contaminação por COVID-19.

A notícia, segundo a Rádio Despertar, está gerar pânico generalizado na cidade de Benguela, com as pessoas a ir atrás de produtos suspeitando uma eventual quarentena.

Em declarações à imprensa no final da visita efectuada ao paciente internado nos cuidados intensivos, na última quarta-feira, 18, o director daquela unidade hospitalar explicou que o cidadão chinês residia em Angola e tinha chegado ao país no dia 15 de Janeiro de 2020, proveniente de Addis Abeba, Etiópia.

“Há sete dias, o paciente começou a apresentar um quadro febril, sem dificuldades respiratórias. Perante essa situação, recorreu a uma unidade sanitária da periferia, onde fez exames e foi diagnosticado com Malária, tendo por isso sido medicado em conformidade com o diagnóstico”, disse Manuel Cabinda.

Não tendo o tratamento resultado em melhoria, o paciente sucumbiu horas depois da visita do governador provincial de Benguela, Rui Falcão.

A sociedade benguelense está inquieta com a situação e está exigindo que as autoridades divulguem o resultados dos testes feitos ao cidadão chinês que acabou de morrer.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Sabado, 28 de mars de 2020