UNITA - ANGOLA
Fonte :
UNITA
 Comunicado da JURA
Agostinho Kamuango (1).jpg
SECRETARIADO DO COMITÉ NACIONAL DA JURA

A JURA – Juventude Unida Revolucionária de Angola, foi fundada aos 28 de outubro de 1974 na localidade de Úria Província do Moxico, pelo Dr. Jonas Malheiro Savimbi. Enquanto organização juvenil da UNITA, e em permanente adaptação no tempo, procurou desde sempre, dar o seu contributo em razão das fases e realidades políticas, económicas, sociais e culturais, que têm marcado o percurso histórico do país e do Partido em particular.

Ao celebrar os 46 anos de existência, torna publico o seguinte:

1- Saudar a Juventude angolana pelo despertar das consciências que há muito o regime tentou dopar por demagogias suas.

2- Repudiar as más condições sociais em que esta mesma juventude está envolvida, fruto do fracasso das políticas do Regime do MPLA.

3- Manifestar o seu profundo reconhecimento e regozijo a sociedade civil pela forma massiva como aderiu e participou na manifestação por si convocada para reclamar a realização da eleições autárquicas; a transparência nos processos eleitorais; o elevado custo de vida, de entre outras promessas eleitorais, por nós apoiada.

4- Reiterar o nobre compromisso de tudo fazer para continuarmos de mãos dadas na prossecução dos objectivos que concorrem para a realização plena de Angola e dos angolanos.

5- Aproveitar o ensejo para repudiar a forma inconstitucional e desumana com que as autoridades angolanas têm procedido com realce a repressão policial aos jovens indefesos, que buscam apenas e simplesmente reivindicar os seus direitos salvaguardados na CRA, mormente no seu Artigo 47º.

6- Exigir a libertação imediata do Secretário Geral da JURA Agostinho Kamuango Lopes, de todos os activistas cívicos, os militantes da UNITA bem como os demais membros da sociedade civil detidos durante a manifestação de 24 de outubro, em Luanda.

7- Aproveitar a sublime oportunidade para saudar mais uma vez a classe médica, soldados da frente na luta contra o inimigo do momento, a COVID-19 e exprimir os seus sentimentos de pesar pelos profissionais da classe que perderam as suas vidas nesta tenebrosa batalha.

8- Apelar a todos os seus membros a manterem a calma e a serenidade em função dos últimos acontecimentos de sábado. Confiamos na Direcção do Partido, encabeçada sabiamente pelo Eng.º Adalberto Costa Júnior, que tudo tem sabido fazer para que o regresso ao nosso convívio dos companheiros detidos, seja um facto nas próximas horas.

9- Lamentar o bárbaro assassinato, dos cidadãos Marcelina e Mãe África, membros da sociedade civil, perpetrada pela Polícia Nacional de Angola, e endereça a família, os profundos sentidos pêsames. Em sua memoria, a JURA colocará a sua bandeira em meia haste a nível nacional, ate ao dia 31 de outubro.

10- Finalmente, reiterar o seu incondicional apoio a Direcção do Partido na pessoa do Presidente Adalberto Costa Júnior e reafirmar o seu compromisso histórico de braço de apoio, em prol da nossa nação angolana.

JURA – PÁTRIA;

JURA – CIÊNCIA E PROGRESSO

Luanda, 28 de Outubro de 2020

O SECRETARIADO DO COMITÉ NACIONAL
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Ex-Presidente da UNITA (2003-2019)
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2020
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020