UNITA - ANGOLA
Fonte :
UNITAANGOLA
Comunicado final da II reunião ordenária da Cominssão Política da UNITA
Comiss√£o Politica da UNITA Re√ļne-se-em-Luanda de 17 √† 19 de Novembro de 2022.jpg
Sob o lema: ‚ÄúPerseverar para vencer‚ÄĚ, nos dias 18 e 19 de Novembro de 2022, nas instala√ß√Ķes do Partido no SOVSMO, em Luanda, teve lugar a II Reuni√£o Ordin√°ria da Comiss√£o Pol√≠tica da UNITA.

A II Reuni√£o da Comiss√£o Pol√≠tica da UNITA teve o seu in√≠cio com um Programa de Abertura cujo ponto mais alto foi o discurso de abertura proferido pelo Presidente do Partido, Sua Excel√™ncia Adalberto Costa J√ļnior que agradeceu a todos os angolanos pela sua maturidade e participa√ß√£o nas elei√ß√Ķes, ao apoiarem de forma expressa o programa apresentado pela UNITA e pelos seus parceiros da Frente Patri√≥tica Unida.

O Presidente Adalberto Costa J√ļnior agradeceu igualmente o trabalho desenvolvido pelos membros da Comiss√£o Pol√≠tica que, ao n√≠vel de todo o pa√≠s, n√£o se pouparam a esfor√ßos para corresponder √† expectativa das popula√ß√Ķes, n√£o obstante tudo o que se tinha passado durante a pr√©-campanha e a campanha eleitoral em que a UNITA teve de lutar contra um partido que utilizou todo o aparelho do estado.

Depois de dois dias de acesos debates, a Comiss√£o Pol√≠tica chegou √†s seguintes conclus√Ķes:
1. Sobre a vida político-partidária
1. Reconhecer que, depois da realização do XIII Congresso Ordinário do Partido, a UNITA viveu uma situação de ataque político permanente do regime com o recurso a todo o aparelho do estado;
2. Felicitar o enorme trabalho político implementado pelos membros da Comissão Política que, apesar das adversidades criadas pelo regime, conseguiram manter-se unidos na defesa dos ideais do Partido e do Povo Angolano;
3. Trabalhar afincadamente para a realiza√ß√£o das elei√ß√Ķes aut√°rquicas em 2023 e em todos os Munic√≠pios, como foi prometido a todos os angolanos pelo pr√≥prio chefe do executivo, aquando da sua campanha eleitoral;
4. Prosseguir com o trabalho de concertação com a sociedade civil no sentido de se aumentar a sua participação, rumo ao progresso da nação;
5. Reiterar a vontade política de todos os membros da Comissão Política, em como a UNITA continuará a trabalhar por uma Angola democrática, desenvolvida e igual para todos;
6. Aprovar o lema do Partido para o ano de 2023, como se segue: ‚Äú2023 - Ano da Defesa da Democracia Participativa para o Desenvolvimento Sustent√°vel‚ÄĚ;
7. Manter o calend√°rio pol√≠tico interno da UNITA previsto estatutariamente para os pr√≥ximos anos: Congresso da JURA em 2023, Congresso da LIMA em 2024 e Congresso do Partido em 2025, todos eles obrigados a respeitar escrupulosamente as m√ļltiplas candidaturas como forma de se refor√ßar a maturidade e a democracia internas;

2. Sobre a vida política nacional
1. Continuar a luta por uma verdadeira democratização do país, de modo a que haja um desenvolvimento económico e social sustentável que orgulhe todos os angolanos;
2. Responsabilizar o executivo angolano pela situação miserável em que se encontra uma parte significativa da população angolana;
3. Solidarizar-se com a luta dos professores, dos m√©dicos, dos enfermeiros, dos profissionais da TAAG e de outros trabalhadores angolanos que, atrav√©s dos seus Sindicatos, lutam pela melhoria das suas condi√ß√Ķes de vida, em prol dos interesses de todo o Povo Angolano.

4. Denunciar a falta de vontade política do executivo angolano em criarem-se políticas a favor do trabalho e dos desempregados;
5. Solidarizar-se com os cidadãos angolanos marginalizados que se encontram abandonados nas cidades, nas vilas e nos campos, sem possibilidades de poderem beneficiar das imensas riquezas de que o país disfruta;
6. Exigir do executivo angolano a tomada de medidas adequadas capazes de responder ao facto de neste momento haver no pa√≠s mais de 3 milh√Ķes de crian√ßas fora do sistema de ensino;
7. Denunciar a persegui√ß√£o pol√≠tica perpetrada nalgumas Prov√≠ncias do Pa√≠s pelo regime atrav√©s de institui√ß√Ķes p√ļblicas contra v√°rios cidad√£os que, no exerc√≠cio do seu direito de cidadania, no decorrer das recentes elei√ß√Ķes participaram em actividades a favor da altern√Ęncia de poder;
8. Solidarizar-se com os cidadãos que, sem nenhum respeito do executivo angolano, viram as suas casas destruídas por um processo desumano de demolição;
9. Denunciar a captura pelo executivo angolano do programa Kwenda financiado parcialmente pelo Banco Mundial, direcionado ao combate √† pobreza e que serviu vergonhosamente para a compra de votos nas √ļltimas elei√ß√Ķes;
10. Assinalar o 28¬ļ anivers√°rio do Protocolo de Lusaka, instrumento fundamental e vital√≠cio de paz, democracia e reconcilia√ß√£o nacional dos angolanos, o qual introduziu na agenda pol√≠tica a quest√£o da reconcilia√ß√£o nacional cujos pendentes permanecem por cumprir at√© hoje, nomeadamente: a conclus√£o do processo de reinser√ß√£o dos antigos combatentes e a devolu√ß√£o do patrim√≥nio da UNITA ocupado pelo governo.
3. Sobre a situação política internacional
1. Apoiar os esforços da comunidade internacional tendentes a reduzir a emissão de gases com efeito estufa de modo a permitir-se a conservação do ambiente, para a preservação da vida com sustentabilidade;
2. Encorajar os beligerantes dos conflitos do Tigray e do Leste da Rep√ļblica Democr√°tica do Congo a negociar de modo a se obter resultados consistentes e duradoiros para a paz;
3. Reiterar o posicionamento pol√≠tico expresso pela UNITA em Mar√ßo de 2022 no sentido de que a guerra provocada pela invas√£o da Ucr√Ęnia pela R√ļssia encontre uma solu√ß√£o pol√≠tica por negocia√ß√Ķes directas entre a R√ļssia e a Ucr√Ęnia, apoiadas pela comunidade internacional.

A II Reunião Ordinária da Comissão Política aprovou uma Moção de Confiança ao Presidente do Partido, reconhecendo a forma brilhante como liderou a defesa da UNITA e como conseguiu resistir aos ataques políticos virulentos contra si e contra o Partido. Essa Moção foi aprovada por unanimidade com 243 votos das pessoas presentes.
A Comissão Política encerrou os seus trabalhos num ambiente de concórdia e grande solidariedade política em prol de um país verdadeiramente democrático e igual para todos.

Luanda, 19 de Novembro de 2022

A II Reunião Ordinária da Comissão Política da UNITA

www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Ex-Presidente da UNITA (2003-2019)
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2020
Sabado, 26 de Novembro de 2022